SBT demitirá

SBT demitirá funcionários que não tomarem a vacina contra COVID-19

No começo do mês, a Globo anunciou que demitirá os funcionários que se recusarem a tomar a vacina contra a COVID-19, agora que a mesma está disponível para todo o público acima dos 18 anos. E isso não é uma medida exclusiva do Brasil, várias emissoras e outros tipos de empresas em todo o mundo estão exigindo que seus funcionários tomem a vacina da COVID-19 para que possam continuar trabalhando. E agora chegou a vez do SBT, na tarde desta terça (21) os funcionários foram avisados que o SBT demitirá aqueles que não querem tomar a vacina, sendo a segunda no Brasil a fazer isso.

Segundo o site Notícias da TV, o SBT irá analisar os casos daqueles que não tomam por motivos médicos, já aqueles que não tomam porque não querem, o SBT demitirá. Essa medida é para ser cumprida imediatamente, e quem já se vacinou precisa mandar o comprovante e-mail até a próxima sexta-feira (24). Além do SBT, a medida vale para todas as empresas do Grupo Silvio Santos, como a Jequiti Cosméticos e a Liderança Capitalização (que mantém a Tele Sena).

Também nos acompanhe no Facebook, Instagram e Twitter

No comunicado enviado, o SBT afirma que essa atitude é para o bem coletivo, e que não mediu esforços para impedir ao máximo o impacto da Covid-19 em seus colaboradores, e ainda completou dizendo que vacina não é uma escolha. Leia abaixo:

“Estamos há poucos meses de completar dois anos de pandemia e, no decorrer deste período, o SBT não mediu esforços no sentido de aplicar e respeitar todos os protocolos para a prevenção e o combate à Covid-19. É de conhecimento de todos que temos um sólido compromisso de zelar pela saúde e segurança dos nossos colaboradores”, diz o comunicado interno. “Dessa forma, a todos os colaboradores, torna-se obrigatória a vacinação e o encaminhamento do comprovante de vacinação atualizado”, completa. “A vacina salva! A vacina é obrigatória! O SBT preza e respeita o interesse e a segurança do coletivo e não colocará em risco a saúde de sua coletividade em razão de decisões individuais”, conclui o SBT.

Essa atitude é compreensível, visto que na emissora existem vários funcionários do grupo de risco, e agora com o retorno das gravações de Poliana Moça, o movimento na emissora é grande, então o SBT demitirá aqueles que não quiserem tomar a vacina. Fora a Globo e o SBT, nenhuma outra emissora se posicionou a favor da obrigatoriedade de vacinação de seus funcionários.