Dayane-Mello-e-Nego-do-Borel-A-Fazenda-13

Record sacrifica Dayane para ‘proteger’ Borel em edição confusa

A edição deste sábado, 25 de setembro, de A Fazenda 13 nem de longe foi transparente e esclarecedora. Infelizmente, a Record optou por uma linha estranha. Ao invés de mostrar tudo que aconteceu, a edição decidiu focar apenas em Dayane e como ela estava a fim de Nego do Borel. O programa sacrificou a modelo com uma parte do público para tentar proteger o cantor, após sua eliminação.

Começando a edição ao vivo, Adriane Galisteu leu o TP, anunciando que o programa iria mostrar tudo que aconteceu, antes, durante e depois da festa. “tudo mesmo!” reforçou. Claro que era isso que todos precisavam para sanar todas as dúvidas. No entanto, a edição mais parecia querer passar pano nas atitudes questionáveis de Borel e ‘aliviar’ seus atos com os telespectadores, do que esclarecer o motivo da expulsão. Ao exibir todos os momentos que Dayane mostrava interesse em ficar com o ex- participante, a emissora abre espaço para questionamentos e críticas direcionadas a Dayane. Além disso, gera um espaço de injustiça ao eliminado. Que claramente foi retirado do programa por ‘pressão do público’ e ‘patrocinadores’ e não por suas atitudes, que foram ocultadas pela Record.

Também nos acompanhe no Facebook, Instagram e Twitter

No momento mais importante da noite, a emissora arregou e exibiu apenas um trecho polêmico, em qual a Dayane falava: “não posso, Nego. tenho uma filha”. E curiosamente, no vídeo exibido, dá a entender logo depois os dois dormiram. Mas o que podemos assistir em outros trechos, que viralizaram na internet é o contrário. A modelo falou várias vezes “não” para Nego do Borel, que seguiu supostamente acariciando-a.

Depois a Record exibiu uma entrevista feita por um homem, questionava a peoa se o que teria acontecido. Na ocasião, ela mostra seu total apagão. E só assim, o canal comprova que Dayane não se lembra de nada que aconteceu na madrugada. Entretanto, a Record não cita ao menos que Nego teria continuado com as caricias depois da recusa de Dayane e assim oferecer mais solidez ao suposto crime.

A edição confusa e pouco transparente só mostrou que a direção da Record já tem um lado. E este não é o da mulher. Agora após este vexame da emissora, Dayane ganhará ainda mais haters em suas redes sociais e mensagens a culpando pela expulsão do ‘pobre coitado’. Infelizmente, esta ainda é a realidade de nossa sociedade.

A única parte que salvou a edição de ser completamente controvérsia, foi o discurso de Adriane Galisteu. Ela aproveitou o encerramento para deixar a mensagem contra qualquer violência contra a mulher. No momento, a apresentadora se mostrou emocionada e ditou rapidamente suas palavras. “Quando uma mulher diz não, é não. Quando uma mulher alcooliza diz sim, também é não.”

Ela encerrou: “difícil, né?!”