SBT noticia morte de Lázaro Barbosa

SBT alfineta concorrente ao noticiar morte de Lázaro Barbosa

Na manhã desta segunda-feira o SBT foi a primeira emissora da TV Aberta anunciar a morte de Lázaro Barbosa no Vem Pra Cá. Os apresentadores da atração aproveitaram para alfinetar concorrência que há mais de 2 semanas espora o caso espora o caso espora esse explora o caso de Lázaro Barbosa.

Patrícia Abravanel esclareceu que o programa em respeito aos telespectadores não mostraria imagens fortes com Lázaro sendo capturado ou morto.  “muitas imagens entrando na nossa redação de jornalismo e muitas imagens que já estão rodando a internet, a gente está decidindo não passar algumas imagens, que são muito fortes. Estão em respeito a você que nos assiste a gente não vai passar essas imagens que realmente tem coisas muito fortes que nem faz bem para a gente ver”, disse a apresentadora.

Também nos acompanhe no Facebook, Instagram e Twitter

Aproveitando a fala de sua companheira no Vem Pra Cá, Gabriel Cartolano alfinetou sem citar nomes. “A nossa principal preocupação é a informação. Não é tudo pela audiência. (…) a informação que a gente mais queria trazer para você é que o Lazaro foi capturado até para dar um alívio para todo mundo.”

Ele continua: “A gente tem esse compromisso com você aqui na tela do SBT de não exibir certas imagens, a gente traz informação”.

Mesmo sem citar nomes, a fala “tudo pela audiência” é interpretada pelos internautas que a indireta seja dada para Record TV, que fez uma extensa cobertura do caso. Noticiando todo o dia cerco fechado de Lázaro Barbosa. Inclusive, a emissora foi alvo de críticas e memes, chegando a ser chamada de Lázaro TV na Web.

Morte de Lázaro Barbosa

O foragido Lázaro Barbosa foi morto após uma troca de tiros com a polícia nesta segunda-feira (28). A força-tarefa das policiais de Goiás e do Distrito Federal encontrou o criminoso após 20 dias de buscas.

Lázaro era acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia, no último dia 9 e era investigado como suspeito da morte de um caseiro de uma fazenda no distrito de Girassol, em Cocalzinho de Goiás, no último dia 5. Durante a fuga dos últimos dias, Lázaro invadiu chácaras, furtou um carro e o abandonou na BR-070, fez uma família refém e trocou tiros com a polícia.