Diretor de A Fazenda não quer bêbados em festas

Adriane Galisteu
Adriane Galisteu vai comandar A Fazenda (Foto: Edu Moraes/Record TV)

Diretor de A Fazenda não quer bêbados em festas. O reality show rural “A Fazenda” ainda não começou, entretanto o seu diretor já está falando o que ele não quer ver no confinamento. Com isso, as festas terão um tom mais moderado nesta nova temporada.

Rodrigo Carelli disse na entrevista coletiva desta quinta (9), que os peões de “A Fazenda” terão que administrar o consumo durante os eventos do reality, não tendo reposição quando acabar. “A gente não coloca mais [bebida] quando acaba. Tem um número limitado e eles têm que administrar o que tem ali”, disse Carelli.

De acordo com o site Metrópoles, Carelli entende que a restrição da bebida não vai adiantar muito. Segundo ele, os participantes ficam bêbados mais rapidamente com a pressão do confinamento de “A Fazenda”.

“Tem algo que é interessante, que é psicológico, o confinamento potencializa o efeito do álcool e eles acabam ficando mais alterados de forma mais rápida”, explicou Rodrigo Carelli.

No entanto, um pedido não será atendido. Sobre o pedido dos fãs de “A Fazenda” para aumentar a duração das festas, Rodrigo explicou: “O pós-festa é sensacional. Acho que é mais esperado que a própria festa. A gente precisa que ele aconteça a tempo deles dormirem e, no dia seguinte, ainda estarem fazendo alguma outra atividade ou cuidando dos bichos”, respondeu o diretor.

De acordo com a programação da Record, “A Fazenda” estreia no dia 14 de setembro logo após a série canadense “Quando Chama o Coração”. Contudo, a apresentação será de Adriane Galisteu.

Total
28
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post
Pyong Lee na Ilha Record

Pyong Lee está com COVID-19 e vai participar de final em casa

Next Post
Sabrina Sato

Final da Ilha Record registra boa audiência e bate Jornal da Globo

Related Posts

This website uses cookies. By continuing to use this site, you accept our use of cookies.  Saiba mais