Conmebol e SBT negociam Libertadores

Conmebol e SBT negociam acordo para transmissão da Libertadores

SBT e futebol não é uma realidade muito distante como pensamos há algum tempo. A falta de investimento da emissora na área, desanimou até o mais sonhador. Porém, os olhos começaram a se abrir com as mudanças na cobertura dos eventos esportivos no Brasil.

A Globo quebrou contrato de transmissão da Libertadores, Fórmula 1 e Carioca, abrindo espaço as outras emissoras de TV Aberta a investirem nas competições. O SBT, que já alcançou altos índices com transmissão de futebol em décadas passadas, ensaia uma volta ao ‘campo’. A emissora, em parcerias com filiadas locais, já transmite a Copa do Nordeste, garantindo bons números de audiências, alcançando a liderança com alguns jogos em vários estados.

Também nos acompanhe no Facebook, Instagram e Twitter

Conmebol e SBT negociam Libertadores até 2022
Conmebol e SBT negociam Libertadores até 2022 (Foto: Reprodução)

De acordo com jornalista esportivo do UOL, Rodrigo Mattos, Conmebol e SBT negociam acordo para transmissão da Libertadores até 2022. Segundo as informações apuradas, as conversas estão avançadas e devem chegar a um desfecho feliz ainda esta semana. A Libertadores volta já na próxima semana, 15 de setembro.

Com o acordo, o SBT fica responsável pela transmissão às quartas, marcadas para o horário das 21h30 até o final da primeira fase. Conmebol ofereceu a competição para as principais emissoras de TV Aberta, porém, a única que avançou positivamente foi o SBT. A emissora de Silvio Santos trabalha com estilo de publicidade que agrade a confederação.

Com o Grupo Globo, a Conmebol tinha um acordo de US$ 60 milhões por ano, para TV aberta e fechada. A desvalorização do real e alta do dólar fez a Globo pedir uma reavaliação de contrato por descontos nos valores da Libertadores, quebrando o acordo com a confederação.

Ainda segundo o texto, a emissora paulista e a Conmebol já formaram senso em relação aos valores, ao número de jogos e horários das partidas da Libertadores no Brasil. Agora, as duas partes trabalham para que os trâmites burocráticos tenham uma resolução muito em breve.

Os executivos da Confederação Sul-Americana de Futebol veem com bons olhos as negociações. E comemoraram o avanço da negociação com outra emissora, sem depender da Globo para transmitir a competição esportiva em território brasileiro. A dona da Libertadores não engoliu nada bem a quebra do contrato feito pela emissora carioca, além do desgaste que já havia no acordo, com as recusas da antiga transmissora em veicular os parceiros do torneio durante as partidas.