Produções que deixaram a HBO Max voltam como “novidades” em novo serviço de streaming

Os fãs de séries e filmes ficaram surpresos e um pouco frustrado com as últimas estratégias da Warner Bros Discovery, em relação ao HBO Max e Discovery+. A nova empresa formada após a fusão da Warner Media e Discovery está desenvolvendo um novo serviço de streaming que promete unificar as duas plataformas citadas acima e também conteúdo da CNN e esportivos.

Em uma das atitudes mais questionáveis foi a paralisação das produções para HBO Max em vários países. Uma grande parte da Europa e países que o serviço estava marcado para chegar. Assim, as produções Nórdicas, Turcas, Holandesas e da Europa Central em desenvolvimento foram canceladas. Aqui no Brasil, as novelas também foram paralisadas e novas produções já aprovadas esperam o fim da unificação para seguir com o desenvolvimento.

Outra surpresa desagradável foram a renovação de mais de 200 títulos em todo mundo. Uma parte deles são de produções feitas exclusivamente para a HBO Max. A resposta robotizada da assessoria da empresa não revelava nenhum detalhe sobre o futuro destes conteúdos: “Em preparação para a eventual unificação da programação HBO Max e Discovery+ em uma só plataforma, estamos constantemente avaliando nossa oferta para os nossos consumidores; e parte desse processo inclui a remoção de conteúdos selecionados”

Pelo o que já foi apurado por especialistas, os conteúdos removidos serão divididos em partes. Uma parcela vão ser licenciados para outros streamings ou canais de TV. A outra entrará como “novidades” para o novo streaming criado pela empresa. Ou seja, serão relançadas para impulsionar a nova marca. Cercado por segredos, o desenvolvimento da gigante plataforma de streaming segue a todo vapor. Até o momento o nome novo não foi definido e a data de estreia segue em discussão. Entretanto, a previsão é que a novidade chegue a vários países em 2023.

Em meio a tantas especulações, o chefão da HBO e HBO Max, Casey Bloys, teve seu contrato renovado por mais 5 anos. Seu desempenho ao comando da linear rendem grandes números de audiência e repercussão. Além disso, as produções tem aprovação com vários Emmys.

David Zaslav, CEO da Warner Bros. Discovery, tem afirmado que este será o novo diferencial do streaming da empresa: “qualidade”. Apesar de cortes financeiros, ele assegura que as produtoras terão investimento necessários para continuar trazendo para o público os melhores conteúdos. Em recente entrevista: “O mundo mudou e não é sobre o quanto, é sobre o quão bom”.

Desde a fusão, a Warner Bros. Discovery cancelaram várias produções que estavam com baixa audiência e repercussão. A meta de economizar $3 bilhão de dólares em serão alcançados por demissões de funcionários não necessários, cancelamentos de séries, gastos mais específicos e redução de conteúdos. Inclusive, os canais TBS e TNT deixaram produzir originais roteirizados. Além disso, a empresa pretende lucrar com licenciamentos e novas produções para outros streamings ou canais de TV.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post

Faminto por lucro? HBO cancela série em tempo recorde

Next Post
Klara Castanho processa Antonia Fontenelle por danos morais

Klara Castanho tem pedido negado pela justiça

Related Posts

This website uses cookies. By continuing to use this site, you accept our use of cookies.  Saiba mais